Guia-de-Válvula
Guia-de-Válvula

Guia de Válvula

A guia de válvula é responsável em servir de alinhamento para o movimento axial das válvulas, que controlam a entrada e a saída de combustíveis na câmara de combustão. Um movimento de extrema frequência – em alguns motores pode ultrapassar 50 vezes por segundo em cada válvula.

Essa peça é, basicamente, um cilindro oco totalmente concêntrico e feito de ligas especiais de ferro ou bronze. Ela garante que as hastes não saiam de controle, mesmo durante os picos de aceleração do motor, mantendo sempre o alinhamento correto do conjunto que reúne a válvula, o assento e a guia. Além disso, também tem a função de dissipar o calor gerado pelo atrito com a haste de válvula, suportando inclusive os esforços do atrito lateral que o movimento das válvulas gera.

Como o próprio nome já diz, a guia de válvula vai “guiar” as hastes durante o funcionamento do motor. Mas existe um detalhe nessa peça que exige atenção redobrada: durante as trocas ou manutenções, é importante verificar sempre se a folga entre a guia e a válvula está sendo respeitada. Isso porque a válvula vai se movimentar por dentro da guia e o atrito entre as duas peças tem que ser o menor possível.

A folga entre a guia e a haste da válvula é um ajuste muito importante para a formação de uma película de óleo. Para isso, é necessário a passagem de alargador especial após a montagem da guia no cabeçote. Esse processo garante a calibragem do furo das guias e assegura um deslizamento mais suave das peças. Lembre-se que, quando as guias não passam pelo processo de alargamento, existem chances de as hastes expandirem e travarem no cabeçote quando o carro estiver em alta rotação e o motor esquentar, comprometendo todo o funcionamento dos componentes.

https://blog.riosulense.com.br/video-a-importancia-da-guia-de-valvula-para-o-funcionamento-do-motor/