Camisa-de-Cilindro
Camisa-de-Cilindro

Camisa de Cilindro

A principal função da camisa é fazer a vedação da câmara de combustão, permitindo a troca térmica de calor por todo o bloco. Quer dizer, a camisa de cilindro guia o movimento retilíneo do conjunto do pistão, vedando os gases em expansão resultantes da combustão e dissipando as temperaturas geradas pelos atritos.

Inserto aplicado para manter a integridade do bloco, aumentando muito sua vida útil, a camisa de cilindro é produzida nas mais diversas sobremedidas. Isso porque cada bloco de motor tem suas particularidades, tamanhos e diâmetros, e por isso essas peças precisam estar disponíveis em grande variedade.

As camisas de cilindro são divididas em duas categorias: as camisas secas e as camisas molhadas. As camisas molhadas são montadas sem qualquer tipo de interferência, com contato direto com o líquido de arrefecimento, responsável por controlar a temperatura do motor. Já as camisas secas são montadas com interferência e em contato direto com o bloco do motor. Isso significa que as camisas molhadas chegam prontas para serem instaladas, enquanto as camisas secas acabam tendo que passar pelo processo de brunimento.

O processo de brunimento e uma operação de usinagem bastante comum nas retíficas e que serve para garantir o acabamento da superfície interna das camisas. São aqueles tradicionais riscos e ranhuras em ângulo que ficam por dentro das peças.

Essas marcas na peça ajudam no controle de consumo e retenção de óleo para lubrificação da parede dos cilindros, além de ajudar na dissipação de calor entre os anéis e o cilindro, que varia conforme cada tipo de rugosidade. Ou seja, o brunimento no diâmetro interno é uma operação fundamental para criar uma superfície com rugosidade controlada e riscos em posição angular para gerar a retenção de um filme de óleo na parede da camisa.

https://blog.riosulense.com.br/video-entenda-como-funciona-a-camisa-de-cilindro-e-qual-a-sua-uncao-no-motor/